Entries tagged with “Mensagens”.


mc11-forcamc22-louco

Aí estão os Arcanos inaugurais dessa série que pretendo realizar.

Os Arcanos A FORÇA e O LOUCO

A FORÇA, senhora soberana, de pé com seu chapéu de leminiscata, o símbolo do infinito, conexão com as idéias do campo da inteligência  superior, mantendo seu alinhamento, a serenidade mesmo diante do poder instintivo, animal, vital do soberano rei dos animais, o leão. Como dizem por aí, matar um leão por dia, sem reclamações, sem queixas. O desafio e o gosto da superação. A energia vital fluindo, tensa, estabelecendo com claridade a ponte entre as forças do “Eu inferior”, rugindo, provocando, faminta, feroz, inquieta e o “Eu Supeiror”, á evoluir na experiência, á domar, acolher, entender, sustentar a força interior, a fornalha dos instintos, o furacão das profundezas. Aqui um pouco do caráter plutoniano do arcano A Força. A luta constante diante dos condicionamentos, das  forças compulsivas tão difíceis de superar que quando nos damos conta já estamos sucumbidos aos vícios, as repetições. Mas lá está ela,soberana, altiva, de pé  trazendo sua mensagem, o segredo da vitória: presença, conexão, serenidade, força interior, equanimidade. O poder do feminino receptivo, que acolhe, aceita e doma.

– Sim, quero vencer a inércia, o poder paralisante da mecanicidade, rezo aqui pela criatividade e para que toda essa força interior possa ser direcionada à expansão da consciência, a experiência maior da vida agora e sempre.

E lá vem O LOUCO,  como desafio á carta da FORÇA. Leve, desapegado, buscador, aventureiro, inconsequente, irresponsável, sem rumo. Abrindo novas possibilidades, se lançando ao desconhecido sem medo mas também sem coragem, folha ao vento, segue o fluxo da vida, o designo divino. Não tem caminho de volta, está a vagar pela terra, com seu bastão afoito e companheiro, com sua trouxinha balançante levando talvez uma panelinha  para uma sopinha de ervas da montanha, até ele, O LOUCO deve subsistir, há um grau de auto preservação mínimo e básico que só a individualidade pode cuidar.

O desafio da Força é  manter o alinhamento e a presença aliado ao desapego e a entrega, com a leveza e espírito peregrino desse arcano louquinho.

Como viver a montanha russa da vida, com disciplina e conexão, disposto a investigar e conhecer o que está dentro mantendo a atitude e a presença e ao mesmo tempo deixar passar,  desapegar-se dos louros da vitória e não se fixar na falsa serenidade. Se permitir ser conduzido  por esse chamado quase inaudível da sua alma, a luz, que está ali emanando o chamado, dissolvendo toda forma, direcionando a energia ao desconhecido?

“Eu vou seguir, uma luz lá no alto eu vou ouvir uma voz que me chama eu vou subir a montanha e ficar bem mais perto de Deus e rezar.”

Síntese: Segura as pontas mas esteja disposto a  correr o risco e pagar o preço pela sua liberdade.

Cerridwen

Essa semana tirei essa carta do tarô das deusas.  Honro aqui, publicando essa mensagem, o momento que estou vivendo,

profunda transformação.

Momento de escutar as vozes do corpo.

Aceitar e vivenciar o que a vida tem  para mostrar.

Quem somos nós diante dessa grandiosa Deusa.

Grãozinho de areia  humildemente  entregando

a ignorância em vossas mãos.

Que possa me recriar  em esse  sagrado caldeirão, a vida, as formas, o coração.


MORTE E RENASCIMENTO

Eu lhe dou a vida
Eu lhe dou a morte
é tudo uma coisa só
Você anda pelo caminho em espiral
o caminho eterno
que é a existência
sempre se transformando
sempre crescendo
sempre mudando
Nada morre que não nasça outra vez
nada existe sem ter morrido
Quando vier até mim
eu lhe darei as boas-vindas
então a acolherei no meu útero
meu caldeirão de transformação
onde você é misturada e peneirada
fundida e fervida
derretida e triturada
reconstituída e depois reciclada
Você sempre volta para mim
você sempre vai embora renovada
Morte e renascimento
não são nada mais que pontos de transição
ao longo do Caminho Eterno

Cósmico

Amor,

Viva no corpo intimamente e profundamente.

Sinta mais o corpo e deixe o corpo sentir mais.

É surpreendente como muitas pessoas

… … tem um quase total desconhecimento de si mesmas fisicamente.

O corpo é suprimido e negado demais da vida,

é por isso que se torna apenas um peso morto, e não uma alegria de viver.

É por isso que insisto: volte de volta para seu corpo

e recupere a alegria maravilhosa de seus movimentos,

movimentos simples.

Faça disso uma meditação e você vai ser enriquecido

além da compreensão.

Osho: Uma xícara de chá

noname

ipe

Folhas soltas

só uma contra o vento?

Borboleta amarela.

 

                                           (RODRIGO SIQUEIRA)

 

Feliz primavera!

De minha amiga Georgeta