Archive for julho, 2009

osho5155

” O Corpo cura-se a si mesmo. Nós podemos apenas ajudar o processo de cura do corpo, mas a cura básica é feita pelo próprio corpo. Nós podemos apoiar, mas se o corpo não está pronto para se curar, todo nosso apoio fracassa.                                                                                       

O corpo tem uma sabedoria, uma profunda inteligência própria.

O corpo é a fonte de toda a sua vida. Partindo do corpo você pode alcançar seu Ser, comece com o corpo.                          

O corpo é o lado externo do Ser e o seu Ser é o lado interno do seu corpo.                                    

O corpo precisa ser aceito amorosamente, com gratidão e reverência, e ele pode tornar-se um degrau para alcançar o seu Ser.”

OSHO

Queridos amigos e amigas

Queria compartilhar com vocês essas fotos dessa última semana de “trabalhos” no Hotel Ponto de Luz.

Foram dias, sem computador, sem celular, sem trânsito, sem esperas e sem ansiedade e com muitas atividades bem especiais, bem naturais no Ponto de Luz:

 Temazcal, Haman (cuidados femininos com o corpo), aulas de dança com a mestra Yasmim Namuh, meditações com o sacerdote taoísta,

cerimônias, festinhas, shows, tarô, cantos, massagens, caminhadas, e principalmente o som e as cores da natureza e aquele brilho

especial no olhar de cada um.

Queria agradecer a vida por ter me colocado pertinho dessa comunidade e desse lugar encantado.

AHA!

sub_bhagavan_top

 ” O que está destinado a não acontecer, não irá acontecer, por mais que você tente.

  O que está destinado a acontecer, irá acontecer, faça o que você fizer para evitar.

  Isso é certo.

  A melhor coisa, portanto, é permanecer em silêncio.”

SER  FELIZ EM SEGALQUIA!

 Queridos amigos e amigas

Acabo de regressar  de um Encontrão  nas montanhas sagradas de Segalquia, lugar perto de Urubici – Santa Catarina, onde anualmente se realizam  a Busca de Visão e a Dança do Sol, Cerimônias Sagradas para celebrar a  Vida, tradição do Caminho Vermelho da Igreja Nativa Americana. Como não há como traduzir em palavras tudo que acontece agora mesmo, o convite é parar e escutar o silêncio.    Para onde foram  as palavras intrigantes do Haroldo? Os cantos cantados frente ao Fogo Sagrado, o quente sufocante do temazcal, o frio gélido das águas do ribeirão na pele do corpo, o compartilhar de todos aqueles encantadores momentos?  

 Resposta do Haroldo – retornaram exatamente da onde vieram, da Fonte.                                                                                                                                

Assim, passamos esses dias, brincando de encontrar a verdade sem crenças, sem falsos poderes, sem títulos e consagrações, sem expectativas e sem frustrações, na simplicidade da Verdade do que realmente É.                                                                                                               Que por mais distantes que pensemos que estamos, nunca poderemos deixar de ser.                                                                                                                                                                                                                                                                                       Para não me alongar convido a todos para que desfrutem de algumas fotos  dessas  faíscas de vida, que brotam da fogueira do temazcal,como um fio de luz na noite de lua cheia  e desaparecem  no ar  diante  da grande resposta:

 Não Sei!

Um feliz agora a todos!

Com todas as minhas relações que somos todos.

Izabel